Série Mr. Robot abordará criptografia em meio à briga "Apple vs FBI"

PC World / EUA
14 de março de 2016 - 11h33
Segunda temporada do seriado focado em ciberativismo tem estreia prevista para julho nos EUA.

A segunda temporada do seriado Mr. Robot vai abordar a discussão atual entre Apple e FBI com uma trama ficcional envolvendo criptografia e autoridades da lei.

“O que é estranho é que nós já íamos falar sobre privacidade (na segunda temporada), e então aconteceu toda essa questão entre a Apple e o FBI”, afirmou o criador do drama sobre um hacker, Sam Esmail durante um painel sobre o programa no festival South By Southwest neste domingo, 13/3, em Austin, Texas, que ainda contou com a presença dos atores Rami Malek e Christian Slater.

Esmail disse ter conversado sobre a questão da criptografia com os consultores do FBI que trabalham no programa, que obviamente concordavam com as autoridades sobre o direito das pessoas à privacidade. Mas isso não significa que o criador de Mr. Robot necessariamente concordou com eles.

“Nós falamos com os nossos consultores do FBI sobre isso (a disputa entre Apple e FBI), e a visão deles é que a criptografia deveria permitir esse tipo side-door por terceiros. Mas estou do lado do Tim Cook”, afirmou Esmail, em referência ao CEO da Apple, que publicou uma carta aberta contra o pedido do FBI para a empresa hackear o iPhone de um suspeito de terrorismo.

Essa declaração sobre o assunto levantou o público presente no local, mas Esmail deixou claro que a segunda temporada de Mr. Robot vai mostrar os dois lados da questão para que o público possa entender melhor o debate. Será algo para motivar conversas, não uma crítica, segundo o criador do seriado.

“Penso que é um assunto realmente importante, e não tenho certeza se as pessoas realmente entendem as nuances. Será uma discussão pública por dez anos”, afirmou.

Vale lembrar que Mr. Robot ganhou o Globo de Ouro de Melhor Série Dramática em janeiro deste ano. É esperado que a segunda temporada seja lançada em julho nos EUA.