Opera abre fogo contra publicidade online com novo navegador

PC World / EUA
10 de março de 2016 - 12h29
Ainda em fase de testes, browser da empresa é o primeiro para desktops com bloqueio de publicidade nativo e promete carregamento de páginas 90% mais rápido.

A Opera deu um tiro de impacto na guerra de conteúdo na web nesta semana, tornando-se o primeiro navegador web para desktop com bloqueio de publicidade nativo. 

A empresa também encoraja explicitamente os usuários a habilitar a função como uma maneira de melhorar sua experiência de navegação.

Browsers rivais como o Chrome ou o Firefox passam para plugins como AdBlock Plus a tarefa de bloquear anúncios. Mas a build de desenvolvedores 37.0.2162.0 do Opera (para Mac OS e Windows), a funcionalidade está embutida diretamente no software. 

A Opera alega ainda que a habilitação do recurso pode diminuir o tempo de carregamento de páginas web em até 90%, o que a PC World dos EUA confirmou em testes com uma versão para testes do navegador.

Segundo o VP de engenharia da Opera, Krystian Kolondra, a abordagem atual da publicidade online atrapalha a experiência dos usuários. “Nosso objetivo é fornecer a experiência online mais rápida e suave para os nossos usuários”, afirmou em um e-mail. “Ao trabalhar nisso, descobrimos que muito mais tempo é gasto para lidar com anúncios e rastreadores do que pensávamos antes.” 

Por que isso importa 

O modelo de negócio do Google depende da venda de publicidade online. Mas com um modelo de negócios que não depende disso (e menos de 2% de participação no mercado de browsers), a Opera pode se dar ao luxo de liderar os ataques contra anúncios web intrusivos ou irritantes.