Facebook se junta à iniciativa contra discurso de ódio na Internet

IDG News Service
20/01/2016 - 11h06
Programa teve ajuda da Diretora de Operações do Facebook na organização. Iniciativa apoiará organizações que lutam contra o extremismo online na Europa

Nessa semana o Facebook ajudou a lançar o "Online Civil Courage Iniciative", um novo esforço milionário que tem como objetivo conter o discurso de ódio e extremismo online na Europa. 

O programa apoiará grupos sem fins lucrativos no continente, com foco especial na luta contra o extremismo na Internet, que tem se intensificado devido a crise dos refugiados. A iniciativa também reunirá especialistas para desenvolver uma série de ferramentas e melhores práticas para atingir tal objetivo. 

Com base em Berlim, o programa foi organizado pela Diretora de Operações do Facebook, Sheryl Sandberg, ao lado do Centro Internacional para Estudos de Radicalização da Violência Política, do Instituto Estratégico de Diálogo e da Fundação Amadeu Antonio.

No total, a nova iniciativa contará com investimento de 1 milhão de euros, porém até então o Facebook não confirmou o quanto destinou à causa. 

Discursos de ódio na Internet têm tido um foco maior na Alemanha que tem se visto em dificuldade para cooperar com o fluxo de refugiados que chegam as suas fronteiras. Em dezembro, o Facebook, Google e Twitter concordaram em combater o racismo online ao deletar discursos de ódio de seus sites dentro de 24 horas.

“No ano passado, nós vimos milhões de pessoas se reunirem na Internet para apoiar refugiados e se mostraram solidárias com vítimas dos ataques terroristas”, escreveu Sandberg em sua conta pessoal no Facebook nessa segunda-feira (18). “Mas também ouvimos vozes de ódio. Com o extremismo danificando vidas e sociedades mundo afora, desafiar tais vozes nunca foi tão importante”.

Deletar conteúdo “não fará com que o ódio acabe”, acrescentou Sandberg. “Nós precisamos de vozes de tolerância e amor para atingir o mundo, por que o melhor remédio para discursos de ódio é ampliar a discussão”.