Ataque terrorista em Paris vira isca para golpes de hackers na web

Da Redação
24/11/2015 - 17h43
Segundo a Bitdefender, cibercriminosos já usam ação do Estado Islâmico para enganar internautas e tomar controle dos seus aparelhos.

Como costuma acontecer com notícias de grande mobilização popular, os ataques do grupo terrorista Estado Islâmico em Paris na sexta-feira, 13/11, já viraram isca para ataques de hackers na web.

De acordo com a empresa de segurança Bitdefender, os cibercriminosos criaram uma versão maliciosa da conhecida campanha “Somos Todos Paris”, mas com imagens falsas – ao clicar nelas, o usuário permite a instalação de um malware que consegue controlar seu computador e smartphone.

A companhia destaca que o próprio Ministério do Interior da França fez um alerta sobre essa ameaça, pedindo cuidado aos internautas contra golpes desse tipo.

"Às vezes não é fácil detectar uma falsa notícia. O ideal é acessar as matérias diretamente nos portais que o usuário já conhece e confia, e evitar clicar em links que chegam por e-mail, WhatsApp, SMS ou redes sociais, além de cuidado especial com conteúdos sensacionalistas", explica o CEO da Securisoft e Country Partner da Bitdefender no Brasil, Eduardo D'Antona.

Além de tomar cuidado antes de abrir e/ou clicar em qualquer link/arquivo, é recomendado sempre manter seu antivírus atualizado, aponta a companhia especializada.