Mozilla cria aplicativo para desenvolvimento sites em smartphones

Da Redação, com IDG News Service
17/08/2015 - 16h06
Disponível para Android, o app tem versões em inglês, bengali, língua indonésia e português

A Fundação Mozilla quer ter certeza de que a Web continua a ser uma plataforma onde qualquer pessoa pode criar conteúdo, em vez de apenas um lugar para consumir informações e serviços criados por terceiros. E a forma encontrada foi lançar um app Android fácil de usar, chamado WebMaker, que permite aos usuários criar páginas Web e aplicativos simples usando apenas seus smartphones, dispositivos predominante usados por jovens para acesso à Internet, especialmente em países menos ricos.

"Queremos que os próximos dois bilhões de pessoas que passem a ter acesso à Internet compreendam que a Web é também para escrever e participar", disse David Ascher, vice-presidente de produtos da Mozilla.

Atualmente, cerca de 40 por cento da população mundial desfruta de acesso à Internet, ou pouco mais de 3 bilhões de pessoas. O WebMaker foi projetado para dar a esses usuários uma maneira de criar a sua própria presença online. O WebMaker também pode contribuir para a oferta de mais conteúdo local na Web, argumenta Ascher.

Embora sites de redes sociais, como Tumblr e Instagram, ofereçam a capacidade de criação de conteúdo a partir de dispositivos móveis, o WebMaker foi projetado para proporcionar maior flexibilidade em termos de como o usuário pode apresentar informações, por não prendê-lo em um único formato.

Como funciona?
Depois de ingressar no app os usuários passam a ter acesso a uma página em branco e ferramentas para adicionar a ela textos, imagens ou fotos. Páginas adicionais podem ser adicionadas, na sequência. Um mapa permite que os usuários comecem a unir as páginas da forma que melhor se adapta às suas necessidades.

Quando o trabalho é concluído (no formato blog, de uma visita guiada mapeada, um álbum, uma página da receita, cartões de aniversário, ou qualquer aplicativo Web), ele é armazenado no site do Webmaker.org, onde pode ser acessado a partir de qualquer browser.

Disponível desde junho como uma versão beta, o app já tem um repositório de aplicativos de usuário que outros podem pedir emprestado para iniciar os seus próprios projetos.

Mais recursos devem ser acrescentados ao WebMaker, em futuras versões, com base no feedback dos usuários, segundo a Mozilla.

O WebMaker pode rodar em smartphones com Android 4.0 ou superior. Inicialmente, está disponível em quatro idiomas: inglês, bengali, língua indonésia e português.