Estudante de MG lança site para calcular custo de vida no Brasil

Karen Carneti
04/06/2012 - 11h00
Com interesse em saber quanto era o custo de vida em algumas cidades, jovem criou site para colaborativo que já conta com 22 mil visitas diárias

Morador de Belo Horizonte, capital de Minas Gerais, Lucas Franco costumava ver anúncios de empregos em outras cidades e discutir com os amigos qual seria o custo de vida para morar em cada uma. E foi assim que surgiu o Custo de Vida, site criado por ele e que conta com a colaboração dos internautas.

Para saber se as informações enviadas são verídicas, Lucas contou, em entrevista ao IDG! Now, que os valores que ultrapassam muito a média são enviadas para moderação, e não vão diretamente para a página.

A inspiração surgiu nas férias do ano passado, e o site mostra preços de diversos itens (de um simples café ao aluguel de um apartamento) em várias cidades.

Para saber qual é a cidade com preços mais altos e qual tem os mais baixos, elas recebem notas. Quanto mais alta, mais caro é o custo de vida. Nesta segunda (4), o Rio de Janeiro tem nota 10 (a máxima) e São Paulo 8,9. Palmas, em Tocantis, é a capital mais barata, com índice 4,4. Esses valores mudam conforme a quantidade de colaborações dos internautas.

O site já conta com 22 mil visitas diárias e, segundo Lucas, tem recebido muitos retornos positivos. “Nos últimos 3 dias eu recebi mais de 90 e-mails e vários tuítes com elogios, agradecimentos e principalmente dando muitas sugestões interessantes pra melhorar o site”, disse.

Segundo ele, mais de 8 mil pessoas, de 1,3 mil cidades, enviaram preços.