Microsoft não vai mudar negócios na China, diz representante

IDG News Service
24/03/2010 - 10h59
Mesmo com fim da censura dos resultados do Google, empresa mantém operação como nos últimos 20 anos.

A Microsoft afirma que, mesmo com a ação recente do Google de remover a censura de seu mecanismo de busca na China, não pretende alterar seus negócios naquele país, de acordo com a gerente de políticas de regulamentação da empresa, Cornelia Kutterer.

Segundo ela, a Microsoft entende que a questão envolvendo o Google pode engajar o mercado global e continuará a apoiar a liberdade de expressão, transparência e as leis. “Fazemos negócios na China há 20 anos e pretendemos continuar por lá”,  frisou Kutterer. 

Empresas de tecnologia estão sob periódico controle do governo chinês sobre como seus produtos podem ser usados naquele país para impedir a divulgação de informações consideradas sensíveis. As empresas geralmente se defendem dizendo que precisam estar de acordo com as leis chinesas para manterem os negócios no país.

(Jeremy Kirk)