Google Buzz é criticado por divulgar contatos do Gmail

IDG News Service
11/02/2010 - 10h08
Contatos mais usados são automaticamente seguidos no novo serviço do Google, mas Buzz permite ‘esconder’ quem o usuário segue.

Um dia após o lançamento, preocupações com privacidade já foram levantadas em torno da nova rede social baseada no Gmail do Google, o Buzz.

Em questão está o recurso que compila os contatos do Gmail  com os quais o usuário conversa com mais frequência – seja por e-mail ou pelo comunicador instantâneo GTalk. O Buzz automaticamente começa a seguir essas pessoas e torna a lista pública, permitindo que estranhos vejam quais usuários do Buzz você entra em contato.

O ponto foi levantado pelo site Silicon Alley Insider na quarta-feira (10/2). “Imagine uma esposa descobrindo que o marido troca e-mails com uma namorada antiga”, disse a matéria. “Imagine um chefe descobrindo que o funcionário manda e-mails para um competidor.”

Existem alguns fatores atenuantes, porém. O Buzz só compartilha informações sobre outras pessoas que usam o Buzz e possuem perfil público no Google.  Então, no momento, muitos usuários do Gmail não estão listados publicamente no serviço. Também há a opção de parar de seguir pessoas.

E enquanto o Buzz requer que usuários criem um perfil público para postar mensagens, ele dá a opção de esconder quem é segue e quem é seguido.

Porém, a configuração padrão é de tornar a informação pública, e apenas usuários que clicam em “editar” podem mudar as opções.  Isso significa que muitos começarão a usar o Buzz e não perceberão que estão conectados a outras pessoas publicamente.

(Robert McMillan)