Guilherme Felitti, do IDG Now!" />

Google começa captura oficial de imagens de RJ e SP para Street View

Guilherme Felitti, do IDG Now!
04/01/2010 - 18h48
Capital paulista receberá vinte carros, enquanto 10 veículos fotografarão capital carioca para serviço que só chega no segundo semestre de 2010.

O Google Brasil começou nesta segunda-feira (4/1) a captura oficial das imagens de São Paulo e Rio de Janeiro que estarão na versão nacional do serviço Street View.

Segundo anúncio feito pelo gerente de produto Marcelo Quintella, 20 carros capturarão imagens de São Paulo e 10 carros rodarão pelo Rio de Janeiro.

> Fotos: imagens bizarras do Street View
> Veja o carro do Street View brasileiro

A captura de Belo Horizonte já foi finalizada e as imagens da capital mineira estão atualmente sendo tratadas pelo Google, que remove placas de carro legíveis e rostos de transeuntes das imagens

Durante o anúncio, o Google Brasil mostrou algumas das imagens já feitas nas duas capitais, como a Avenida Paulista em São Paulo e um pedaço da orla do Rio de Janeiro.

Quintella estima que, entre os quatro meses necessários para fotografar as cidades e outros dois meses para tratar as imagens, a versão nacional do Street View só deverá estar disponível no segundo semestre de 2010.

O buscador, porém, cogita lançar primeiramente o Street View para Belo Horizonte, enquanto São Paulo e Rio de Janeiro são fotografadas.

O executivo afirma, no entanto, que o lançamento pode demorar mais pelas condições climáticas de ambas as cidades - em caso de chuva, a captura fica impossibilitada pela baixa qualidade das imagens.

Em dezembro, o Google Brasil havia confirmado que atrasos relativos aos carros haviam forçado o adiamento do lançamento do Street View, previsto inicialmente para fevereiro.

O Google Street View foi viabilizado no Brasil mediante parceria com a Fiat, que doou os 30 carros que farão a captura das imagens, em notícia adiantada pelo IDG Now! em maio de 2009.

Segundo estimativa do Google, os veículos terão que percorrer cerca de 1 milhão de quilômetros nas três cidades até que tenham material suficiente para alimentar o Street View brasileiro.