Daniela Braun do IDG Now!" />

Facebook busca aliados no Brasil e estuda criar operação local

Daniela Braun do IDG Now!
04/08/2009 - 12h45
Rede social tem 1,3 milhão de usuários no País, base que dobrou em 3 meses, destaca criador do Facebook, Mark Zuckerberg, em palestra no Brasil.

Se o número de brasileiros no Facebook continuar crescendo no ritmo atual, em um ano, a rede social norte-americana pode ter uma subsidiária por aqui, afirmou Mark Zuckerberg, principal executivo e criador da rede social, nesta terça-feira (3/8), em uma palestra para estudantes na Fundação Getúlio Vargas (FGV), em São Paulo (SP).

O número de usuários brasileiros na rede social Facebook dobrou nos últimos três meses, atingindo 1,3 milhão de pessoas, destacou Zuckerberg. O executivo está no Brasil para visitar empresas interessadas em se aliar à rede social. O portal Terra é um destes parceiros e anunciou, em julho, a integração de funções do Facebook e do Orkut ao portal.

A criação de escritórios locais, entretanto, não é a prioridade do Facebook, disse Zuckerberg. “Tudo o que fazemos está concentrado em como as pessoas usam o site. A fórmula básica é traduzir o conteúdo para o idioma local - o que já fizemos há um ano - e buscar parcerias como o Terra e com pequenos desenvolvedores”, comenta o Chief Executive Officer do Facebook. “Algumas companhias querem colocar escritórios para crescer e acabam fechando suas operações”, comentou o executivo, em uma referência ao MySpace, que encerrou recentemente sua operação no Brasil.

Criada por Zuckerberg, em 2004, quando era estudante de Ciência da Computação e Psicologia, em Harvard, para conectar os colegas da faculdade, a rede social Facebook ultrapassou o MySpace e hoje tem mais de 250 milhões de usuários no mundo. “Nossa receita com publicidade cresceu 70% este ano. E há quatro anos estávamos comprando servidores por 8 dólares ao mês”, compara o jovem CEO de 25 anos.

O segredo está no controle do usuário, diz ele. “As pessoas vão compartilhar mais se tiverem controle sobre as informações. Ao contrário de um buscador onde você digita seu nome e não tem controle sobre isso, no Facebook você tem. E passamos bastante tempo desenvolvendo controle de privacidade.”

Hoje, os usuários do Facebook atualizam mais de 1 bilhão de fotos, 10 milhões de vídeos e 2 milhões de eventos por mês, segundo o CEO. As aplicações de terceiros - hoje criadas por um grupo de quase 1 milhão de desenvolvedores - são compartilhadas por mais de 70% dos usuários. De acordo com o executivo, o volume de acessos ao Facebook por  meio de celulares dobrou este ano, de 15 milhões de usuários no início de 2009 para 30 milhões em julho.

Dispositivos móveis e integração com outros serviços online, como portais e sites de comércio eletrônico, são as armas da rede social Facebook para crescer nos próximos cinco anos, afirmou Zuckerberg. “É muito legal ver as pessoas usando mensagens de SMS e outras plataformas móveis [para acessar o Facebook]. É uma tendência que vai ser acelerada no futuro”, observa.