Lygia de Luca, repórter do IDG Now!" />

Conheça 8 serviços de transmissão ao vivo de vídeos pela internet

Lygia de Luca, repórter do IDG Now!
20/02/2009 - 08h36
São Paulo - Crie seu próprio canal para transmitir seu próprio conteúdo - seja recitar um poema ou criar um piloto de programa de TV online.

videostreaming_88.jpgUm blog com vídeo visto em tempo real? Um YouTube ao vivo? O "live streaming" pode ser encarado como isso e um pouco mais. O termo define transmissões online por serviços que oferecem espaço para os usuários criarem seu próprio canal de TV online.

Inicialmente, a prática era hábito de poucos usuários que ganharam notoriedade por deixarem uma webcam ligada em tempo integral para todos acompanharem suas vidas, caso de Justin Kan, que deu origem ao Justin.TV.

> 7 serviços online para assistir vídeo em HD

Agora, porém, a prática parece se tornar cada vez mais popular por um apanhado de motivos, dentre os quais se destacam o aumento na qualidade das conexões e a facilidade com que usuários encontram laptops com webcams.

As plataformas são usadas também por usuários que compartilham, em tempo real, episódios ao vivo de séries famosas, como Lost, ou jogos de futebol, em uma espécie de transmissão social dos eventos onde é possível acompanhá-lo e debatê-lo ao vivo com outros interessados.

A questão sobre a legalidade da transmissão, que replica o sinal de canais de TV, em sua maioria, pagos, é polêmica pela falta de legislação, aqui ou lá fora, específica para coibir ou justificar o ato de ver televisão online.

Para ir além do upload de um vídeo em um site de compartilhamento e transmitir seu humor, talento ou projeto de programa ao vivo, conheça 8 serviços de live streaming.

Blog.TV
O Blog.TV permite a gravação dos vídeos transmitidos e download dos mesmos. É possível também, gratuitamente, convidar outro usuário para ser um segundo participante da transmissão ao vivo.

Para filtrar os “telespectadores”, o Blog.TV oferece a possibilidade de excluir um internauta e escolher quem pode participar do chat. Não é possível, porém, fazer o upload de vídeos para o site. O player do serviço pode ser inserido em blogs e outras páginas.

Justin.TV
São compatíveis com o Justin.TV, nascido da vontade do seu criador, Justin Kan, de mostrar sua vida online, webcams com conexão USB e câmeras de vídeo USB/FireWire.

Embora o serviço gratuito afirme que é possível começar a transmitir ao vivo com apenas 100 Kbps, a recomendação é de alta velocidade.

É possível transmitir em alta definição e também pelo laptop. Outros recursos incluem chat, recursos de privacidade e player do canal em sites.

Kyte.TV
Com este serviço gratuito, é possível monetizar com os vídeos ao vivo por meio de parceria com o Google AdSense e outras plataformas de anúncio, além de patrocínio de canais e outros.

O Kyte.TV também permite a transmissão a partir do celular e possui aplicativos que distribuem o conteúdo em redes sociais. O upload de vídeos e fotos é permitido

Mogulus
O serviço gratuito tem player que pode ser embutido em redes sociais como o MySpace e o Facebook - no último caso, há um aplicativo específico. O serviço recomenda banda de 700 Kbps para transmissão satisfatória.

É possível, além de capturar imagens da webcam, conectar dispositivos externos, mas é preciso ter um conversor de analógico para digital. Também há a possibilidade de transmissão pelo celular.

O Mogulus ainda permite ainda a gravação das transmissões e inclusão de efeitos especiais.

Seesmic
Gosta do Twitter? Já usou o Gengibre? Se você experimentou microblogging por texto e voz, saiba que já existe um serviço para posts por vídeo.

Com interface simples, o Seesmic garante interação em tempo real entre os usuários. Seu software grava o som e imagem da webcam do internauta com tempo mínimo de 5 segundos.

Por mais que não seja especializado em transmissões ao vivo, o Seesmic é uma opção interessante para quem pretende firmar algum diálogo com outros internautas usando vídeo, e não apenas texto.

Stickam
Totalmente gratuito, o serviço oferece integração com o Twitter, enviando um post quando o usuário está conectado ao vivo. Há código para incluir o player de vídeo em sites - a inclusão tem tamanho de até 820 pixels por 490 pixels.

Os usuários podem fazer o upload de arquivos de imagem, vídeo e som. O serviço também grava vídeos das transmissões ao vivo e possui chat para interação dos internautas.

Os usuários podem fazer o upload de arquivos de imagem, vídeo e som. Grava vídeos das transmissões ao vivo e possui chat para interação dos internautas, algo que o IDG Now! usa com seus leitores durante a gravação do Now! Café.

Ustream.TV
Com a ajuda de softwares específicos, as transmissões não ficam limitadas a uma webcam. Os usuários têm a opção de enviar vídeos do computador, da TV (algo popular entre transmissões esportivas ou séries) e de vídeos já gravados - do YouTube, por exemplo.

O serviço mostra, dentro do vídeo, o chat entre usuários em tempo real, que pode ser moderado pelo dono do canal. O player aponta quantos internautas estão acompanhando uma transmissão ao vivo. A recomendação de banda é de 400 Kbps.

Veetle
A startup tem como diferencial priorizar a transmissão de vídeos em alta definição. Para assisti-los, é preciso baixar o software Veetle TV, com 3,9 MB - há versões para o Windows, Mac OS X e Linux.

Há classificação de conteúdo e espaço para comentários. O serviço é gratuito e, claro, recomenda banda larga para transmitir em alta definição.