Redação do IDG Now!" />

E-commerce brasileiro deve faturar R$ 1,35 bilhão neste Natal, prevê e-bit

Redação do IDG Now!
11/11/2008 - 17h39
São Paulo - Consultoria prevê crescimento de 25% em vendas natalinas na internet no período de 15/11 a 24/12 em relação ao Natal de 2007.

O Natal não deve ser magro na internet brasileira, apesar da crise econômica mundial, na avaliação da consultoria e-bit, o varejo eletrônico brasileiro deve faturar 1,35 bilhão de reais no período de 15 de novembro a 24 de dezembro, o que representa uma alta de 25% em relação ao faturamento de 1,08 bilhão de reais com as vendas do final de 2007.

A projeção para o ano é de que o e-commerce brasileiro movimente 8,5 bilhões de reais durante o ano de 2008, crescimento de 35% em relação ao ano anterior.

tabela_natal.jpg

Opções mais amplas de parcelamento sem juros e preços geralmente inferiores devem pesar a favor das compras online, em relação ao varejo tradicional, aponta a  avaliação da e-bit divulgada nesta terça-feira (11/11). A consultoria reforça sua afirmativa com dados do Programa de Administração de Varejo – Provar, que mostrou uma deflação de 1,99% em produtos vendidos online na 1ª quinzena de outubro.

Mesmo com a alta do dólar, a última pesquisa sobre Intenção de Compra do Consumidor, que engloba o último trimestre, realizada pelo Provar em parceria com a e-bit, revela que 39% dos consumidores pretendem comprar eletroeletrônicos, gastando até 850 reais em uma só compra, enquanto os produtos de Informática deverão representar 36% do total.

Os produtos com componentes eletrônicos se mantém como carros-chefe nos carrinhos virtuais de Natal, enquanto a categoria de CDs, Livros e DVDs deve ser a preferência entre as mulheres, que podem chegar a gastar até 300 reais por compra, confirmando a média do valor gasto pelos e-consumidores durante todo o ano de 2008 - um tíquete médio de 320 reais.