Como encontrar o melhor antivírus para o seu MacBook ou iMac

Glenn Fleishman, Macworld (EUA)
07/08/2018 - 08h00
Computadores da Apple sofrem menos ataques, mas isso não exclui a necessidade de proteção dedicada

Ainda que os os computadores da Apple sofram menos invasões, eles não estão imunes a ataques. Por isso, um bom software antivírus fará um bom trabalho. Ele pegará malware que está se espalhando ou em circulação, além de impedir que o Mac atue como um portador de malware destinado a outros sistemas operacionais; e mantenha os arquivos infectados fora de qualquer máquina virtual que você esteja executando.

Muitas suítes antivírus oferecem um bom nível de proteção, mas alguns programas têm melhor desempenho. Separamos dois deles aqui:

Melhor software antivírus geral

O Sophos Home Premium tem proteção eficaz contra malware, monitoramento de ransomware, proteção contra aplicativos potencialmente indesejados e recursos adicionais que geralmente exigem software licenciado separadamente. Sua configuração baseada em nuvem e licenciamento generoso (até 10 Macs e PCs) também facilitam a proteção de amigos e familiares contra ameaças.

Melhor software antivírus gratuito

Embora a Sophos ofereça uma boa versão gratuita de seu software, o Avast Free Mac Security é o melhor software antivírus gratuito para macOS. Nos testes de segurança, o Avast detectou 99,9% do malware macOS e 100% dos malwares do Windows. No entanto, quem precisa de uma proteção mais avançada (como a detecção de ransomware), precisa usar o software pago.

O que buscar em um software antivírus

O software antivírus deve ser capaz de neutralizar uma ameaça antes que ela possa começar a causar estragos. Isso significa impedir o download, a instalação ou a execução de softwares mal-intencionados.

Como o usuário pode encontrar ameaças visitando sites comprometidos ou mal-intencionados, recebendo anexos repletos de vírus ou acessando unidades USB com malware, um bom software antivírus deve digitalizar continuamente. E, idealmente, os arquivos identificados como mal-intencionados devem ser colocados em quarentena em uma área de armazenamento especial gerenciada pelo software antivírus, com a opção de excluir automaticamente arquivos conhecidos como malwares ou reparar documentos normais que também carregam cargas inúteis.

Excelentes programas também monitoram o sistema de arquivos para certos tipos de mudanças. O ransomware, que é um malware que criptografa rapidamente os arquivos do usuário e exclui os originais, tornou-se um grande gerador de dinheiro em outras plataformas. 

Um bom software antivírus também deve usar recursos computacionais mínimos. O monitoramento de antivírus não se tornou muito mais complicado conforme os anos se passaram e os processadores multi-core mais rápidos podem lidar facilmente com as demandas de execução de software antivírus em segundo plano sem atrapalhar o usuário.