Mundo UC&C - Voitel

Três previsões de segurança para América Latina em 2015

post5

Ataques dirigidos, máquinas zumbis, privacidade e internet das coisas, estão entre principais alvos para o próximo ano na região

Os institutos que acompanham o mercado de tecnologia reforçam “segurança” como um dos temas prioritários nas agendas dos executivos para 2015. No âmbito global, o cenário aponta para um aumento nos ataques para furto de dados, ameaças móveis, elevação nos níveis de sofisticação das ameaças.

O contexto latino-americano não deve fugir tanto do que possivelmente veremos mundo afora. Internet das coisas, especialmente a infraestrutura das organizações e governos cada vez mais conectadas, deve despertar interesse de cibercriminosos tanto na região quando no resto do globo.

Pablo Ramos, especialista de segurança da Eset para a América Latina, listou os três principais alvos para o próximo ano:

  1. Ataques dirigidos, fuga de informação e ameaças a pontos de venda
  2. Invasão da privacidade de usuários e de empresas
  3. Internet das coisas, a nova rede das redes entra na mira dos cibercriminosos