Futuro do Presente

O crescimento da social media como profissão – onde estão os empregos

Publicada em 21/10/2013 9:00

Um artigo bem interessante escrito por Martin Meyer-Gossner, especialista em negócios online e fundador da consultoria The Strategy Web™, para o SocialMedia Today, aponta o crescimento da procura de profissionais especializados em redes sociais e a formalização de uma nova carreira corporativa.

O ponto de partida é um infográfico feito pela empresa de marketing social Offerpop.com, a partir de dados exclusivos do LinkedIn, que mostra um crescimento de 1375% em três anos (de 2010 a 2013), do número de ofertas publicadas por empresas buscando especialistas em redes sociais.

Os dados mostram a mudança do status desse profissional dentro das empresas. Até pouco tempo, a responsabilidade de acompanhar o que acontecia nas redes sociais era dada a um estagiário ou a um freelancer. Ou seja, nada estratégico, puro operacional e totalmente marginal aos negócios.

Os números do LinkedIn mostram um cenário renovado. Segundo a pesquisa, 42% das posições ofertadas para social media são de nível sênior, provando que o relacionamento com o consumidor conectado subiu vários degraus na cadeia alimentar corporativa e está exigindo profissionais com experiência em marketing. Bom sinal.

Outro dado relevante é que o maior salto de ofertas de empregos acontece no segundo trimestre de 2013, quando o crescimento no período salta de 883% no primeiro trimestre do ano para 1357% no segundo trimestre.

Mas prepare seu passaporte, porque no mapeamento da Offerpop o Brasil ainda não aparece como um celeiro de ofertas. Para quem está procurando um emprego, os países com mais oportunidades em redes sociais são Estados Unidos, em primeiro, seguido do Reino Unido, Canadá, Espanha e Índia. A cidade com mais oportunidades de carreira é Nova Iorque, e depois Los Angeles, São Francisco, Londres e Chicago.