Circuito Deluca

TV Digital: Ginga está em 90% das TVs produzidas no país

Publicada em 13/09/2016 11:10

Só hoje, agora pela manhã, recebi as respostas das perguntas enviadas na sexta-feira ao presidente da Eletros, Lourival Kiçula.
Nela ele deixa claro que o pleito de não obrigatoriedade do Ginga feito pela indústria foi apenas para os televisores e descarta ter consultado as operadoras de telefonia sobre o pleito encaminhado ao Ministério da Ciência, tecnologia, Inovações e Comunicações.
Mas infelizmente, não responde a principal pergunta, que motivou a interrupção da entrevista por telefone e o envio do e-mail: o fornecimento de informações detalhadas sobre a composição de custo de Ginga, e quanto o não pagamento de licenças Java para a Oracle fará esses custos caírem.
Também não informa a estimativa atual de TVs com tubo que a indústria estima que deverão ser trocadas por TVs com conversores digitais.
TVdigital1
Seguem as respostas.
1 – Pelo que entendi, o pleito é o fim da obrigatoriedade do Ginga, tornando-o obrigatório.
O pleito é pelo fim da obrigatoriedade compulsória do Ginga, tornando-o opcional. 
2 – É válido para todos os aparelhos de recepção, daqui para frente, ou só para os conversores que as operadoras terão que distribuir por conta do apagão analógico?
O pleito é exclusivo para televisores. 
3 – O quanto o Ginga onera de fato os receptores? A retirada do Java não fará esse preço cair? Em quanto? Já não seria o suficiente? Agradeço se o senhor realmente conseguir a composição de custo, detalhada.
O pleito não se trata somente do aspecto econômico, mas também da não utilização pelo consumidor deste software. 
4 – Quanto ao desenvolvimento de aplicações, em especial para T-gov, não estaria acontecendo agora o que a indústria esperava que tivesse acontecido antes, com o governo e emissoras interessados em divulgar mais a interatividade?
A indústria já disponibiliza o Ginga em 90% dos televisores produzidos no país. A divulgação da interatividade deve ser feita pelos canais apropriados. 
5 – Qual o tamanho do mercado do qual estamos falando? Quantos aparelhos já no mercado (vendidos e nas mãos do varejo) têm o Ginga embarcado. E no parque instalado, quantos aparelhos são de tubo e necessitam serem trocados ou receberem o conversor?
A estimativa acumulada do Ginga embarcado nos aparelhos de televisão até junho de 2016 é de 35 milhões.
A estimativa acumulada de televisores com tubo nos domicílios até 2013 é de 34,5 milhões de aparelhos. 
6 – Qual seria a alternativa proposta pela a indústria para a interatividade na TV, a TV conectada?
Sim, a TV conectada é a alternativa proposta pela indústria para interatividade na TV.
7 – As operadoras de telefonia apoiam a Eletros nesse pedido?
A ELETROS não consultou as operadoras de telefonia quanto ao nosso pleito de televisores.