Circuito Deluca

Rio de Janeiro lança domínio internet com o nome da cidade

Publicada em 25/08/2014 17:48

A Prefeitura do Rio de Janeiro começou nesta segunda-feira, 25/8, a cadastrar interessados em utilizar o sufixo ‘.RIO’ em seus endereços internet – substituindo ‘.COM.BR’ ou ‘.ORG’, por exemplo. Basta acessar o site site MeuDomínio.Rio. As inscrições estão abertas até o fim do ano para pessoas que moram na cidade ou a empresas com sede ou filial no município.

Com a iniciativa, o Rio junta-se a outras grandes cidades do mundo que possuem domínios com seus nomes, entre elas Nova York, Londres, Paris, Tóquio, Barcelona, Roma e Berlim.

Nessa primeira etapa, o objetivo da Prefeitura do Rio levantar a quantidade de interessados e já fazer uma pré-triagem. Na segunda fase, o Cartório Online, entidade ligada ao Iplanrio, definirá a viabilidade do domínio e encaminhará o interessado para empresas especializadas na venda dos registros, segundo Pedro Perácio, chefe-executivo da Coordenadoria de Novas Mídias Digitais da Prefeitura do Rio.

O Cartório Online fará a triagem dos domínios, para evitar uso indevido e especulação com a venda de domínios registrados por aquelas que não sejam considerados seus titulares legítimos Por exemplo, só o proprietário/administrador do Hotel Copacabana Palace poderá registrar o domínio “CopacabanaPalace.rio”. Será também o guardião das regras.

Só poderá ter um domínio “.RIO”:

1 – A pessoa jurídica constituída no Brasil, com sede, filial, franqueado ou licenciado no Município do Rio de Janeiro, devidamente inscrita e ativa no Cadastro Nacional das Pessoas Jurídicas do Ministério da Fazenda – CNPJ/MF.

2 – A pessoa física com endereço fixo no Município do Rio de Janeiro, devidamente inscrita e ativa no Cadastro de Pessoas Físicas do Ministério da Fazenda – CPF/MF.

Além disso, segundo as regras da Prefeitura, não poderão ser registrados domínios que:

1 – Caracterizem um serviço público municipal, estadual e federal, tais como metrô, água, gás, transporte, segurança, coleta de lixo, dentre outros, à exceção dos próprios titulares dos serviços públicos ou dos concessionários, comprovadamente autorizados pelo Poder Público;

2 – Sejam nome de bairros, região, local, evento ou tradição do Rio de Janeiro, como, por exemplo, praia, Copacabana, Ipanema, carnaval, etc. Esses nomes só poderão ser utilizados pelo Município do Rio de Janeiro e seus órgãos e entidades;

3 – Tenham um nome genérico para designar bens ou serviços de uma determinada natureza, tais como: hotel, hotéis, bar, bares, dentre outros. Esses nomes só poderão ser utilizados pelo Município do Rio de Janeiro e seus órgãos e entidades;

4 – Se referirem à atividades ilegais;

5 – Forem prejudiciais à imagem do Município do Rio de Janeiro

“Com o domínio ‘.rio’, abre-se uma oportunidade para aqueles que possuem identificação com o espírito carioca carreguem o nome da cidade em suas páginas”, afirma Pedro Perácio.

O domínio .RIO funciona também como um selo de autenticação de que determinada empresa, organização ou profissional liberal é realmente quem diz ser na cidade do Rio de Janeiro.

Ao se candidatar a ser proprietária do domínio .RIO na Internet Corporation for Assigned Names and Numbers (ICANN), a Prefeitura do Rio de janeiro, através da Iplanrio, se comprometeu a seguir uma série de normas.

Inicialmente, o domínio seria usado apenas pela administração pública, seu órgãos e autarquias. Mas, a exemplo do que fizeram as cidades de Nova York e de Londres, o Rio decidiu estender também a seus cidadãos a possibilidade de uso do domínio. Para isso, a Prefeitura do Rio está tomando todas as providências para poder conceder o registro dos novos domínios em janeiro de 2015, ano em que a cidade comemora os 450 anos de sua fundação.

Entre essas providências está a regularização, na ICANN, do Cartório Online. “Seu funcionamento será igual ao nyctld.com”, comenta Pedro Perácio. Essa regularização deve levar 120 dias, mais ou menos.

Embora não possa arbitrar um valor para os domínios – essa é uma tarefas das empresas especializadas na venda dos registros – a expectativa da Prefeitura do Rio é de que o valor dos domínios .RIO não fuja muito daqueles cobrados pelos dos domínios .NYC (30 dólares por ano). Algo em tono de 60 a 100 reais, não mais do que isso.